Povoamento – São Francisco do Sul/SC

A região costeira do território que constitui hoje o estado de Santa Catarina foi, desde a época do descobrimento, visitada por navegantes de várias nacionalidades. Afora a discutida versão da presença do francês Binot Paulmier de Gonneville, que ali teria estado durante seis meses, em 1504, não existe dúvida quanto à viagem dos portugueses Nuno Manuel e Cristóvão de Haro, que por lá passaram, em 1514, e deram o nome de ilha dos Patos à atual ilha de Santa Catarina.

Conheça também….

Anúncios

Descobrimento

São Francisco do Sul foi descoberto pelos franceses em 05 de janeiro de 1504 por BINOT PAULMIER DE GONNEVILLE, mas sua história até hoje não consegue ser comprovada com fatos, devido a falta de informações no documento oficial enviado ao Rei, descrevendo a ancoragem do navio nessa cidade, dados já reportados pelo grande escritor Carlos da Costa Pereira.


BINOT PAULMIER DE GONNEVILLE

Denonimação São Francisco

Os territórios do Brasil precisavam ser comprovados e permitidos aos reinos de Espanha e Portugal por pessoas especializadas (“astrólogos e marinheiros e quaisquer outras pessoas que convenham – aventurereiros”). O papa Júlio II confirmou o Brasil como português em 1506, mas passaria alguns anos para fazer o registro escrito da passagem.

O navegador nascido em Portugal na cidade Lebrija ou São Pedro de SolisJoão Dias de Sólis matou sua esposa em seu país e também acusado pelo roubo de uma caravela, fugiu para a Espanha onde se refugiou em Castela, que havia grande procura por marinheiros experientes. Os “erros” cometido por Sólis lhe renderam o prêmio de servir como piloto-maior na poderosa Armada espanhola que em 1512 descobriu o estuário do Rio da Prata – passagem para o Oceano Pacífico. Começava nesse momento a formação da América espanhola.

Navegando pelo litoral sul do Brasil (Ilha dos Patos ou Santa Catarina), em 03 de janeiro de 1515, o navegador espanhol Juan Dias de Sólis, ao passar por esse local, e por ser o dia de São Francisco Xavier, denominou a Região com o nome de São Francisco e que os índios chamavam Babitonga. O Litoral catarinense era caminho para Rio da Prata – Uruguai.

João Dias de Sólis: bandido em Portugal, herói na Espanha, pioneiro na América do Sul
Juan Dias de Sólis

Podemos afirmar que, um navegador expatriado portugues Juan Dias de Sólis por motivos de feminicidio e roubo de caravelas portuguesas, foi acolhido pela Espanha para servir como piloto-maior. Ou seja, um bandido que iniciou o descobrimento da América espanhola, incluindo Rio de Prata(Uruguai) passando em São Francisco do Sul.

Interesses Espanhois

A coroa espanhola tinha grande interesse em tomar posse da costa e enviou varias caravelas ao Brasil, entre elas a de Dom ALVARO NUNES CABEZA DE VACA  que esteve em São Francisco entre 1540 e 1541. Vinham também em busca das riquezas da Serra da Prata e São Francisco era passagem.


ALVARO NUNES CABEZA DE VACA

Em 1547 o espanhol JUAN DE SANABRIA foi nomeado pelo rei Carlos V da Espanha, para cruzar os oceanos com objetivo de comandar a América. Durante os preparos da viagem, acabou falecendo sendo substituido por seu filho Diogo de Sanabria para comandar a expedição. Partiram três navios a comando do Capitão Sanabria, mas somente dois chegaram à Santa Catarina em 1549 e 1550. 

Segundo o pesquisador OSWALDO RODRIGUES CABRAL, em sua obra “HISTÓRIA DE SANTA CATARINA, estiveram nas imediações da ilha de São Francisco (do Sul) entre os anos de 1553 a 1555. Com o passar do tempo desistiram de continuar com uma povoação espanhola e seguiram a pé até a capital paraguaia entrando pelo rio Itapocu no segundo semestre do mesmo ano de 1555, chegando parte do grupo a capital paraguaia no dia 22 de dezembro do mesmo ano. 

Primeira figura ilustre da Cidade

No ano de 1554 nasceu na cidade São Francisco do Sul, seu filho, o ilustre Frei Fernando Trejo y Sanabria, bispo de Tucuman, fundador da Universidade de Córdoba, na Argentina, uma das mais antigas das Américas.

Fernando Trejo y Sanabria, Estátua localizadoa em Córdoboa na Argentina.

FUNDAÇÃO

Segundo o livro COLONIZAÇÃODO ESTADO DE SANTA CATARINA – dados históricos e estatísticos (1640-1916) -Secretaria Geral dos Negócios do Estado – 1917, a partir de 1640,  o Capitão Mor GABRIEL DE LARA, conhecido como o “Povoador da Vila de Nossa Senhora do Rosário da Capitania de Paranaguá”, nascido no estado de São Paulo, junto com portugueses e vicentistas, procedentes de Paranaguá, fundou a cidade  em 3 DE DEZEMBRO DE 1640, com o nome Vila de Nossa Senhora da Graça do Rio São Francisco

Fundação de São Francisco do Sul – Capitão Gabriel de Lara

POVOAMENTO

Em 1658, Capitão MANUEL LOURENÇO DE ANDRADE,  nascido em Lamego/Portugal, filho de Manoel Lorenço e Branca de Andrade  companhado com sua esposa  Maria Conqueiro  e por casais portuguesese paulistas, chegou a São Francisco do Sul, com plenos poderes concedidos pelo Marquês de Cascais, para povoar a terra, repartindo-a entre asua comitiva e os que fossem chegando. 

Acredita-se que a comitivida de Capitão Andrade aportaram-se nas localidades das Laranjeiras, assim umas das primeiras regiões povoadas da cidade.

Assim Capitão Andrade no ano de 1660 elevada à categoria das terras de São Francisco do Sul à Vila  e permitiu a elevação da paróquia Nossa Senhora da Graça  já construída  e recebendo seu primeiro vigário, o Padre Manuel dos Santos

Segundo o museólogo e diretor do Museu de Arte Sacra, Giovanni Lemos, “Chegando aqui ele também se deparou com o culto a Nossa Senhora da Graça. Como a capela era pequena ele resolveu fazer uma ampliação desta que ficou pronta no ano de 1665, mesmo ano em que se tornou paróquia e também da morte de Manuel”.

<p value="<amp-fit-text layout="fixed-height" min-font-size="6" max-font-size="72" height="80">Em 1660, denominou-se o local com o nome de Vila de Nossa Senhora da Graça do Rio São Francisco até que em 23 de março de 1958, foi fundado finalmente o município de São Francisco do Sul, que nos dias atuais possui uma população de 32.000 habitantes em uma área de 540,8 Km²Em 1660, denominou-se o local com o nome de Vila de Nossa Senhora da Graça do Rio São Francisco até que em 23 de março de 1958, foi fundado finalmente o município de São Francisco do Sul, que nos dias atuais possui uma população de 32.000 habitantes em uma área de 540,8 Km²

Falanstério do Saí

A partir de um experimento tentou-se criar uma comunidade intencional fourierista formada em 1841 por colonos franceses, na península do Saí, às margens da Baía de Babitonga, nas imediações da atual Vila da Glória em frente ao centro histórico da cidade sendo divido pela Baía da Babitonga.

Congelados Benoit Mure: Dicas
Paróquia de Nossa Senhora da Glória do Saí (São Francisco do Sul) Construção – 1917

A iniciativa teve arquitetada pelo médico Benoît Jules Mure em trazer franceses para fazer o povomaneto neste local. Também outro grupo liderado por Michel Derrion, constituiu outra colônia nas proximidades, junto à foz do rio Palmital — a Colônia do Palmital, hoje Vila da Glória.

Benoît Jules Mure – Wikipédia, a enciclopédia livre
Benoît Jules Mure

No mesmo ano chegava uma nova leva de 117 pessoas, ocorrendo maiores divergências e conflitos. Dos recém-chegados, uns reembarcaram, outros dispersaram-se. Afinal, só quatro ficaram no Palmital e 28 no Saí — destes, 14 indecisos. Continuaram as desavenças, de modo que em 1843 apenas nove dos antigos colonos ainda permaneciam no Saí, sem estabelecimento fixo. Benoit Mure abandonou a experiência e foi para o Rio de Janeiro, onde montou uma clínica homeopática e viveu de 1843 a 1848. Em 1864, somente restava uma família de seis pessoas, podendo considerar-se extinta a colônia do Saí.

Chegada de Imigrantes

A partir de 1849 um lote de terras que pertenciam a Princesa Francisca Carolina como dote de casamento, foi vendido para Colonizadora de Hamburgo na Alemanha. Adquiriram lotes de terra (sesmarias) nas regiões do Cubatão, Bucarein, Boa Vista, Itaum, Morro do Amaral, começando cultivar mandioca, cana-de-açúcar, arroz e milho, entre outros produtos.

Princesa Francisca Carolina – irmã de D. Pedro II

Assim com o incentindo da Compania trazia os primeiros imigrantes “legalmente” para ocupar essas terras como alemães, suiços e noruegueses com a data 09/03/1851 – historicamente fundação da Cidade de Joinville.

Foto Capa: São Francisco do Sul em 1852– Xilogravura do livro Colonie Dona Francisca in Süd-Brasilien. de Theodor Rodowicz-Oświęcimsky. Acervo de Geraldo Hostin.

Tivemos também a entrada de outros imigrantes como ingleses, espanhois, franceses e italianos onde todos os imigrantes chegavam no antigo Porto de São Francisco do Sul. Muitos acabam seguindo caminho e partiam para outras cidades, porém outros acabam ficando na cidade de São Francisco do Sul.

Fontes

34 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s